2558

Prefeitura Municipal de Sítio do Quinto

Pular para o conteúdo

2017 Após manutenção, Colégio Municipal Santo Antônio recebe alunos nesta semana. (20/02)

25/09/2019 às 09h11

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Buscando trazer um ambiente mais confortável, bonito e agradável para alunos, professores e colaboradores, a Secretaria de Educação e Secretaria de Infraestrutura, juntamente com a Prefeitura Municipal de Sítio do Quinto, realizou um grande trabalho de manutenção, limpeza e pintura na maior escola da rede de ensino do município, o Colégio Municipal Santo Antônio.

Diante do descaso, a secretaria de educação, mesmo com poucos recursos, decidiu dar uma “cara nova” ao Colégio, que antes mais se parecia com uma escola abandonada. As imagens do desamparo falam por si só. Fachada e interior da instituição com pintura desgastada, portas parcialmente quebradas, sujeira, telhado e foro sem manutenção, mofo nas paredes, salas com iluminação precária, alguns ventiladores quebrados, computadores danificados, além de muito material quebrado e amontoado de maneira inadequada.

Dificuldades enfrentadas

Apesar do desejo em garantir uma educação de qualidade, a secretária de educação, Elenice de Andrade, enfrenta dificuldades que prejudicam o trabalho da equipe gestora. “Sem dúvida, a falta de recursos é o meu maior desafio. Hoje nós não podemos usar R$ 1,00 do Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), porque dentro dos 40% que podem ser utilizados para pagamento dos profissionais e manutenção, hoje estamos utilizando todo o recurso apenas para pagamento dos funcionários. Isso acontece devido à queda de recursos, decorrente do censo que mostra a evasão escolar do município”, explica.

A secretária lista com mais detalhes sobre a imagem da educação municipal. “A condição que a gestão passada nos deixou dificulta o nosso trabalho. Em termos de secretarias, não ficaram termos adesões, nada referente a programas. Basicamente eu não tenho nada no qual eu possa me basear em programas anteriores, estou começando praticamente do zero porque eles não deixaram a secretaria do jeito que deveriam deixar. A merenda também é um problema, pois não encontrei nada em estoque para que eu pudesse iniciar as aulas com uma alimentação de qualidade para meus alunos.

Mesmo com as condições entregues, a secretaria se compromete com a comunidade. “Já acionei o conselho para que algumas soluções fossem tomadas. Apesar dos problemas, eu tenho certeza que com coragem e união nós vamos vencer todas essas dificuldades”, fala esperançosa a secretária.

Novos ares

Após manutenção intensa, o Colégio recebe os alunos nesta segunda-feira, 20 com ares diferentes. As mudanças podem ser percebidas logo de cara, principalmente no que diz respeito à identidade visual da escola. A escolha para a nova pintura – azul céu -, por ser uma cor mais fria, traz uma percepção de tranqüilidade, além de remeter a uma sensação de frescor e higiene, principalmente quando combinado com a cor branca, o que traz mais harmonia ao Colégio.

Além de pintura, outras atividades foram realizadas no Colégio, como explica a Secretária da Educação, Elenice. “Para esse início de reforma e manutenção nas escolas, nós demos prioridade ao Colégio Santo Antônio, porque ele é o nosso maior colégio e devido a esse fato, ele precisaria de mais tempo e mais equipe para realizar toda a sua manutenção. Para a reforma, eu pedi que fosse feita a troca da eletricidade e iluminação de uma boa parte das salas, higienização e limpeza da parte interna e externa da escola, troca de matérias de alguns banheiros, reforma parcial das portas danificadas, além do remanejo dos profissionais que não estavam exercendo sua função”, esclarece a secretária.

Elenice explica sobre a reforma nas demais escolas da rede e fala sobre o seu maior desejo. “As outras escolas da rede pública também passarão por esse processo de manutenção e reforma, mas esse trabalho será feito aos poucos, atendendo a demanda mais prioritária. Meu desejo e o de Jair é que todas as escolas sejam reformadas. Mesmo não sendo uma grande reforma, nós queremos garantir que todas as escolas sejam contempladas. Será uma reforma da forma como podemos fazer no momento”, conta ela.