2558

Prefeitura Municipal de Sítio do Quinto

Pular para o conteúdo

2017 Professores da EJA participam de formação e planejamento de aulas em Sítio do Quinto. (16/03)

25/09/2019 às 09h46

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Com o objetivo de elucidar problemas e reunir ideias, os novos professores da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de Sitio do Quinto, participaram na manhã desta quinta-feira, 16, na Câmara Municipal de Vereadores, de um curso de formação e planejamento de aulas, organizado pela Coordenação Geral da EJA, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e a Prefeitura Municipal de Sítio do Quinto.

Em mais uma ação que busca esclarecer sobre a modalidade educacional, o evento contou com a participação dos professores que irão se dedicar aos alunos matriculados nas escolas municipais. Para aplicar o conteúdo com qualidade e eficiência, pedagogos puderam realizar atividades, aprender um pouco sobre a EJA e compreender o trabalho que será executado a partir desta segunda-feira, 20.

A coordenadora Geral da EJA, Sônia Neves, esclarece a iniciativa da modalidade. “A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino, que transcorre pelos níveis da Educação Básica. Esse sistema de ensino é destinado a jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de dar continuidade a seus estudos e/ou para aqueles que não tiveram o acesso ao Ensino Fundamental e que tem idade-série defasada. As pessoas que contemplam essa modalidade são alunos que tem idade acima de 15 anos”, explica.

Uma nova esperança

Feliz com o entusiasmo dos novos alunos, Sônia fala sobre como essas pessoas querem se utilizar da EJA, para a construção de uma nova história em suas vidas através da educação.

“No período de matrícula, eu pude presenciar a ansiedade e a esperança dos estudantes para o início das aulas. Umas das perguntas mais frequentes era sobre quem seria o profissional (professor) que iria ministrar as aulas. Neste momento eu pude perceber a motivação e a felicidade deles em concluir o ensino fundamental, principalmente porque o mercado de trabalho exige muito das pessoas, priorizando a sua qualificação. O EJA já é o início desse aprimoramento educacional, tendo como função reparar, equalizar e qualificar nossos alunos”, conta a coordenadora.

Sônia explica que a coordenação ficou surpreendida com o grande número de alunos matriculados. “Nós ficamos surpresos com a quantidade de alunos que procuraram as escolas para realizar as matrículas. Nunca a secretaria teve uma demanda tão grande de alunos. No total, foram mais de 200 estudantes matriculados na modalidade, distribuídos em 5 escolas. Claro que essa quantia de estudantes se deve ao grande trabalho de divulgação realizado pela Secretaria de Educação do município”.

Dificuldades

A coordenação fala sobre suas apreensões em enfrentar esse novo desafio. “Nossa maior preocupação é manter esses alunos em sala de aula. É muito comum nessa modalidade de ensino a evasão escolar. Neste caso, vamos fazer o possível por esses alunos, priorizando uma educação de qualidade, apresentando aulas prazerosas, sendo um espaço não só de acesso à informação, mas também um ambiente de entretenimento, alegria e conhecimento”, conta a professora e coordenadora.

Professores e motivação

A professora Rosene Santos, que já lecionou em uma modalidade similar, o “Todos pela Alfabetização” (TOPA), conta o seu objetivo no sistema de ensino. “Eu espero ser uma boa professora, não só ensinando para os meus alunos, mas também aprendendo com as experiências de vida deles, afinal são adultos com uma bagagem de vida importante. Um ponto de devemos ter atenção é o cuidado em lidar com esse tipo de aluno. Eu sempre devo pensar na forma como vou me direcionar para eles, procurando utilizar palavras que não ofendam, além de ter muita paciência, principalmente porque eles estão ali por vontade própria e não por uma obrigação”, explica ela.

Rita de Cássia Dias, formada em Letras-Português está enfrentando este desafio pela primeira vez e conta suas perspectivas. “Minhas expectativas são as melhores possíveis. Estou bem ansiosa em iniciar o meu trabalho e espero que eu possa conduzir o ensino com qualidade. Apesar do desafio, estou muito feliz e esperando colher os frutos em breve”, conta a professora.

Confira a tabela das escolas que estarão contemplando aulas da EJA:

Lista das escolas do EJA Sítio do Quinto

ESCOLA LOCALIDADE Nº DE TURMAS

Colégio Municipal Santo Antônio Sede 4 turmas

Escola Municipal Sílvio Mutte Povoado Tingui 2 turmas

Escola Municipal José Alves da Conceição Saco do Tingui 1 turma

Escola Municipal Roberto Santos Cascalheira 1 turma

Escola Municipal São José Queimada de dentro 1 turma

A coordenação explica que os todos os profissionais educadores terão acompanhamento da coordenação, tendo reuniões e aulas complementares quinzenalmente, buscando aprimorar e elucidar quaisquer dúvidas sobre a modalidade.

Agradecimentos

Sônia agradece ao apoio da Prefeitura Municipal de Sítio do Quinto e da Secretária de Educação, Elenice de Andrade e esclarece que essa modalidade só veio a ser realmente construída com a qualidade que promete, devido ao trabalho, esforço e divulgação da secretaria para que tudo isso desse certo.

_____________________________________

Sobre a coordenadora:

Sônia Neves é pedagoga, bióloga, pós-graduada em Gestão Ambiental, Gestão educacional e ciências biológicas. Hoje ela é a atual coordenadora geral da Educação de Jovens e Adultos (EJA).